domingo, 19 de junho de 2011

O galo, a lomografia e o celular

Eu estava olhando para esse galo e imaginando como eu poderia registrar as suas cores brilhantes e a sua personalidade cheia de bravura e gana. Sem recursos tecnológicos muito interessantes em minha modesta máquina digital, eu acreditei que usar o celular poderia produzir uma imagem mais rústica e "dura", o que para mim combinava muito com o tema. Usei o celular, com um aplicativo que simula lomografia, e o resultado me agradou. Espero que vocês gostem também.

Ao se fotografar o principal é buscar registrar o "espírito" da cena. É preciso fotografar com o coração - a máquina é uma ferramente que permite eternizar a visão do seu coração.

Um comentário:

  1. Obra de arte! As cores e a composição são lindas! Parabéns Leonardo!

    ResponderExcluir